Petrobras faz pré-pagamento ao JPMorgan

Companhia negociou novo financiamento com o banco, como parte da estratégia de gerenciamento da dívida

[13.09.2017] 15h48m / Por Gabriela Medeiros

A Petrobras realizou o pré-pagamento de US$ 1,13 bilhão em financiamentos com o banco JPMorgan Chase Bank. A dívida tinha vencimentos entre junho de 2019 e março de 2020. Simultaneamente, a companhia contratou um novo financiamento com o mesmo banco, de US$ 847,5 milhões, com vencimento em 2022.

A petroleira tem feito pré-pagamentos e renegociações de dívidas mensalmente desde maio deste ano, como parte da estratégia para alongar o perfil da dívida.

“A companhia continuará avaliando novas oportunidades de pré-pagamento e de novos financiamentos, de acordo com a sua estratégia de gerenciamento de passivos, que visa à melhora do perfil de amortização”, afirmou a empresa ao anunciar o acordo com o JPMorgan.

Ao final do primeiro semestre de 2017, o endividamento líquido da petroleira era de R$ 295,3 bilhões e o prazo médio do vencimento das dívidas estava em 7,88 anos. Nessa mesma época, a  relação entre a dívida líquida e o Ebitda da companhia estava em 3,24, índice que a empresa pretende reduzir para 2,5 até o final de 2018.